Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Traditionals

O ladrão do negro melro

O ladrão de negro melro é uma canção tradicional portuguesa, da região do Alentejo.

Select version Video | Audio:
Voz e acomp.
Acompanhamento
Melodia e acomp.
Pauta
Análise musical da canção

 

Características melódicas

 

A melodia está na tonalidade de Mi M e tem um âmbito de 8ª Perfeita [Si 2 – Si 3].

Há uma predominância de movimento por graus conjuntos, encontrando-se os saltos mais significativos no início das partes (4ª P ascendente do 5º grau para o 1º)

 

Características rítmicas

 

A melodia está escrita no compasso 3/4, ternário de tempos de divisão binária.

O ritmo é quase inteiramente silábica (uma sílaba para cada nota), havendo apenas duas exceções na parte A sobre as sílabas “melro” e “assobiou”, em que se realiza um pequeno melisma (várias notas para uma sílaba) de três notas. Está quase exclusivamente escrito em mínimas e semínimas, começando as duas frases com uma anacruse de duas pulsações

O andamento é rápido, mas pode ser sentido “a 1” , dando a sensação de muito mais lento.

 

Forma

 

   Introd.| AABB’ | AABB’ | Coda ||

 

Forma binária (AB).

A melodia divide-se em duas partes que se repetem. O final da parte B apresenta uma ligeira variação quando repete (AABB’).

O conjunto AABB’ é cantado duas vezes, já que a canção tem duas estrofes.

 

Arranjo/Instrumentação

 

O arranjo inicia-se com uma introdução instrumental de 11 compassos, à qual se segue a canção cantada duas vezes. No final há uma pequena Coda de 4 compassos.

Na orquestração são usados instrumentos de cordas (violino, viola de arco e contrabaixo) e sopros (flauta transversal, clarinete e fagote).

A introdução apresenta-nos duas flautas, que, recorrendo a material retirado da melodia, sugerem o canto dos pássaros.

Na parte A, a flauta toca a melodia e o clarinete um contratema, sendo acompanhados pelas cordas a contratempo, em pizzicato. Na repetição da frase, é acrescentado o fagote, cujo ritmo, com notas a cada duas pulsações, sugere um compasso binário, criando uma ambiguidade rítmica resolvida apenas no final da frase.

A frase B segue o mesmo esquema, sendo acrescentado um prato suspenso aquando da repetição da frase.

Na repetição da canção, o clarinete e o fagote desaparecem, ficando as cordas encarregues do ritmo sugestivo de compasso binário executado anteriormente pelo fagote. É ainda acrescentada uma bateria.

Song pdf
Download
Score
Lyrics

O ladrão do negro melro

 

O ladrão do negro melro

toda a noite assobiou.

Lá por essa madrugada

bateu as asas voou.

 

O ladrão do negro melro

toda a noite requiuquiu.

Ao chegar a madrugada

bateu as asas fugiu.

TAGS
melro negro noite madrugada
A Minha Lista