Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Traditionals

Não se me dá que vindimem

Não se me dá que vindimem é uma canção tradicional portuguesa, da Beira Baixa.

Canção de trabalho ligado à vindima na qual a temática do amor está presente.

Select version Video | Audio:
Voz e acomp.
Acompanhamento
Melodia e acomp.
Pauta
Análise musical da canção

 

Características melódicas

 

A melodia está na tonalidade de ré menor (sem sensível) e tem um âmbito de 9ª menor [Lá 2  – Si b 3].

É constituída sobretudo por intervalos melódicos de 2ª (m e M) e 3ª (m e M), com duas 4ª P no início de frases e uma 5ª Perfeita entre a parte A e B.

O final da frase A acaba com uma cadência picarda (alteração de meio-tom ascendente, na terceira do acorde de tónica). Esta alteração produz uma sensação de inflexão à tonalidade Ré M, gerando grande riqueza melódica/harmónica na peça. Na melodia aparece o arpejo do acorde de tónica (ré m) logo no início e também no final.

 

Características rítmicas

 

A melodia está escrita no compasso 2/4, binário de tempos de divisão binária.

O ritmo é silábico e quase exclusivamente escrito em semínimas e colcheias, com duas entradas em anacruse, com valores de maior duração no final das frases e com uma célula pontuada [colcheia com ponto + semicolcheia] no final da melodia.

O andamento é Allegro, sem variações. 

 

Forma

 

Forma binária (AB).

A melodia divide-se em duas partes: A, com 6 compassos, e B, com 8 compassos, que se repete.

Ambos têm antecedentes e consequentes (A = ab; B = cd). A linha melódica de (a) é ascendente; a de (b) é de carácter mais ondulatório e cromatizado, mas globalmente descendente; a de (c) é descendente e a de (d) tem uma forma em arco.

O conjunto ABB é cantado quatro vezes, já que a canção tem quatro estrofes.

 

Arranjo/Instrumentação

 

O arranjo segue o plano formal seguinte:

            Introd. ABB ABB ABB .

O plano formal segue a estrutura do poema, constituído por quatro estrofes, sendo a segunda repetida.

A instrumentação no arranjo está organizada segundo critérios de diversidade tímbrica, utilizando cordofones (dedilhados e friccionados), idiofones e membranofones (que utilizam dois padrões rítmicos). Estes remetem-nos para uma sonoridade simultaneamente europeia e asiática.

Song pdf
Download
Score
Lyrics

Não se me dá que vindimem

 

Não se me dá que vindimem,

vinhas que eu já vindimei.

Não se me dá que outros logrem,

ai, amores que eu rejeitei.

 

Fui um ano à vindima,

Pagaram-me a trinta réis.

Dei um vintém ao barqueiro,

ai, fui pra casa com dez réis.

 

Pela folha da videira,

conheço eu a latada.

Faço-me desatendida,

ai, a mim não me escapa nada.

 

Estou debaixo da latada,

nem à sombra, nem ao sol.

Estou ao pé do meu amor,

ai, não há regalo maior.

 
TAGS
vindima uvas amor
A Minha Lista