Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Traditionals

Barqueiro

Canção tradicional portuguesa com referências ao Rio Mira, que desagua no litoral alentejano. Representa um diálogo entre duas personagens, Maria e o barqueiro, onde se expressa a vontade de navegarem juntos no rio, dependente de uma capacidade que Maria não possui: saber nadar.

Select version Video | Audio:
Voz e acomp.
Acompanhamento
Melodia e acomp.
Pauta
Análise musical da canção

Características melódicas 

 

A melodia está na tonalidade de Ré M e tem um âmbito de 9ª Maior [Lá 2 - Si 3].

Com um gesto inicial característico no início de cada estrofe (entrada em anacruse), a melodia move-se maioritariamente por graus conjuntos. Predominam os intervalos melódicos de 2ª (m e M) em toda a canção, sendo os de 3ª (m e M) característicos da segunda frase. Já o intervalo de 4ª P é exclusivo da primeira frase da canção.

 

Características rítmicas 

 

A melodia está escrita no compasso 4/4, quaternário de tempos de divisão binária. Cada frase tem quatro compassos.

As frases e suas secções têm motivos rítmicos muito semelhantes, com exceção do início da segunda frase, que introduz um ritmo sincopado contrastante. A primeira frase é entrecortada por uma pausa, mas ambas as frases iniciam em anacruse. Para além da anacruse, destaca-se a célula [4 colcheias + 2 semínimas].

O andamento é ligeiro e alegre (Allegro), sem variações. A coda termina com tempo rubato. 

 

Forma

 

Forma binária (AB).

A melodia divide-se em duas partes que se repetem (A = ab, B = cd). O conjunto AB é cantado quatro vezes, já que a canção, com duas estrofes, se repete. Cada estrofe é separada por um pequeno interlúdio com a duração equivalente a uma frase (4 compassos).

  

Arranjo/Instrumentação 

 

O arranjo segue o plano formal seguinte:

Introd. |AB |Interl. |AB |Interl. |AB |Interl. |AB |Coda.

 

A melodia da canção é cantada quatro vezes, antecedida de momentos instrumentais (introdução e interlúdios).

O ostinato rítmico perceptível nas notas graves do piano impõe um movimento mais marcado que contrasta com o acompanhamento mais repousado e ligado dos instrumentos de corda.

Cada repetição de estrofe traz diferenças de sonoridade resultantes de escolhas tímbricas e mudanças de registo (graves e agudos).

 

A instrumentação inclui piano e cordas friccionadas.

Song pdf
Download
Score
Lyrics

Barqueiro

 

- Barqueiro, deita o barco ao Mira,

Barqueiro, vamos navegar.

Mas olha, se o barco vira

Lá no meio do Mira, eu não sei nadar! 

 

- Se tu soubesses, Maria,

Se tu soubesses nadar,

Deitava-se o barco ao Mira,

Tu e eu iríamos a navegar!

TAGS
rio barco nadar
A Minha Lista