Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Traditionals

Alecrim

Alecrim é uma canção tradicional portuguesa recolhida na região do Baixo Alentejo, com temática alusiva à natureza e ao amor.

Select version Video | Audio:
Voz e acomp.
Acompanhamento
Melodia e acomp.
Pauta
Análise musical da canção

 

Características melódicas

 

A melodia está na tonalidade de Si M e tem um âmbito de 7ª Maior [Si 2 – Lá # 3].

A primeira frase é constituída quase exclusivamente por graus conjuntos (há duas 3ª M). A segunda frase inicia-se com um intervalo de 6ªM ascendente, tendo depois graus conjuntos e uma 3ª M.

 

características rítmicas

 

A melodia está escrita no compasso 2/4, binário de tempos de divisão binária.

O ritmo é silábico e quase exclusivamente escrito em semínimas e colcheias. No que respeita a características rítmicas, ressalva-se sobretudo a diferença entre os inícios das frases A e B.

O andamento é moderado, sem variações. 

 

Forma

 

Forma binária (AB).

A melodia divide-se em duas partes que se repetem (AABB).

A estrutura do texto compreende, por sua vez, duas estrofes (na frase melódica A) e um refrão (na frase melódica B), organizando-se do seguinte modo: AABB AABB.

 

Arranjo/Orquestração

 

O arranjo segue o plano formal seguinte: Introd. AA BB AA BB Coda.

Utilizando instrumentos de orquestra clássica, integra instrumentos de corda (violino, viola e violoncelo) e instrumentos de sopro de madeira (flauta, oboé, corne inglês, clarinete e fagote).

A introdução tem uma frase melódica executada pelo clarinete, acompanhado de pizzicatos nas cordas. Há um conjunto de características do arranjo que nos remetem para um estilo mozartiano.

Song pdf
Download
Score
Lyrics

Alecrim

 

Alecrim, alecrim doirado

que nasce no monte sem ser semeado.

 

Ai, meu amor, quem te disse a ti

que a flor do monte era o alecrim?

 

Alecrim, alecrim aos molhos

por causa de ti choram os meus olhos.

 

Ai, meu amor, quem te disse a ti

que a flor do monte era o alecrim?

 

TAGS
flor natureza amor
A Minha Lista