Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Musical theater / Song cycles

Pelo aroma das sílabas - VII Cantiga de embalar

Acerca deste ciclo de canções, encomendadas para integrar o Cantar Mais, escreveu o autor:

 

Pelo aroma das sílabas é um ciclo de 7 canções para coro infantil e piano, entre outros instrumentos. Os 7 poemas, da mais bela poesia portuguesa, foram escolhidos por mim com o propósito claro de criar um fio condutor que, apesar de não narrativo, é singular e contínuo pela magia, pelo simbolismo, pelas surpresas, pelas palavras meigas, pela cor dos sons, “pelo aroma das sílabas”...

Uma vez que se trata de um ciclo de canções, a interpretação total da obra será a opção mais natural. No entanto, e como as formações instrumentais são variadas, a escolha avulsa de qualquer uma das músicas é perfeitamente possível. Para além da presença constante do coro e do piano, os instrumentos escolhidos, a flauta, o contrabaixo, a violeta, o fagote e o glockenspiel, criam uma relação indelével com cada poema. A dramatização das palavras-chave dos poemas é uma hipótese que deixo em aberto confiando na criatividade dos responsáveis pela interpretação destas canções.

Concluindo, devo dizer que, quando penso em música infanto-juvenil para coro, nada me ocorre como mais perfeito do que a sublime união das palavras do poeta com a música. O título dado ao ciclo inteiro, “pelo aroma das sílabas”, retirado de um dos versos do poema “Frutos” de Eugénio de Andrade, traduz claramente a forte ligação entre as sílabas/palavras, o som destas, a sua paleta de cores, ou, porventura, o seu aroma.

Paulo Bastos

 

 

Cantiga de embalar é a sétima e última canção do Ciclo de Canções de Paulo Bastos. Esta canção, dedicada pelo autor à sua mãe, é uma canção de embalar que tem por base um poema de António Botto.

            

GÉNERO MUSICAL

 

 

Explorar o género canção de embalar através da audição de outros exemplos, de vários autores e épocas.

 

 

TEXTO E RITMO

 

Recitar o texto livremente e posteriormente com o ritmo da canção.

Dizer o texto com o ritmo sobre o acompanhamento instrumental.

Dizer o texto em movimento, experimentando diferentes andamentos e variações de andamento, com incidência em andamentos progressivamente mais lentos.

 

 

MELODIA E FORMA 

 

Cantar a melodia sem o texto, e depois da assimilação do poema, com o texto.

 

 

 

SABER MAIS

 

Ouvir o poema "Cantiga de embalar" de António Botto dito por Mário Viegas.

 

Ouvir outros exemplos de canções de embalar:

 

Johannes Brahms  - Canção de Embalar - Op. 49 nº4

Zeca Afonso - Canção de Embalar

 

 

 

Song pdf
Download
Score
Lyrics

Cantiga de embalar

 

Faz ó-ó meu pequenino
- Anda lá fora um rumor...
Voz do mar ou voz do vento?!
Faz ó-ó...
- Seja quem for!


Vejo as estrelas brilhando
Através dessa vidraça.
Sinto-me triste, mais só...
E a minha voz vai cantando
- Ó-ó... Ó-ó
 

A Minha Lista