Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Authored songs

Adivinha

Adivinha é um poema de Eugénio de Andrade musicado por Manuela Encarnação.

O poema pertence a uma coleção de poemas para crianças dedicados pelo poeta ao seu afilhado Miguel, publicados em 1986 sob o título Aquela Nuvem e Outras.

O poema desafia a nossa imaginação ao descrever “um animal esquisito” formado por partes anatómicas de diferentes animais.  

Língua portuguesa

 

  • Realizar uma pesquisa sobre a vida e obra de Eugénio de Andrade;
  • Criar outras adivinhas/brincadeiras a partir do poema substituindo cada palavra/substantivo por outra palavra com as mesmas sílabas e acentuações. Por exemplo, substituir: galo por sapo, galão por sapão, padre por cura, sacristão por toleirão, animal por rouxinol, peru por pulga, pavão por ladrão, barbas por patas, milho por pelos, olhos por unhas, crocodilo por cab’leireira, rabo por perna, rato por gato, cão por pão. A ideia é construir um texto/poema/adivinha sem sentido mas que encaixe no ritmo e na música.

 

Expressão plástica

 

  • Realizar uma atividade de desenho ou de colagem que represente o animal descrito pelo poema;
  • Observar e comentar as diferentes ilustrações presentes nas várias edições disponíveis do livro Aquela Nuvem e Outras.
Song pdf
Download
Score
Lyrics

Adivinha

 

Não é galo nem galão,

nem padre nem sacristão:

é um animal esquisito

entre peru e pavão,

tem barbas ruivas de milho,

tem olhos de crocodilo,

rabo de rato ou de cão,

ão ão ão!

TAGS
adivinha brincadeira jogo imaginário
A Minha Lista